Blogdoxandao's Blog

O teto do lugar de adoração é o céu.

Voce sabe o que é a “síndrome de adoni bezeque”??

Olá irmãos. Quero trazer este rapido estudo a voce para nós abordarmos um assunto melindroso, mas frequente dentro de nossos arraiais que é o espirito de manipulação das pessoas. Esse espirito tem nome: “adoni bezeque”.

Por Neuza Itióca

O reinado de  Adoni bezeque

O abuso de autoridade.

ADONI-BEZEQUE – o crescimento a preço de rebaixamento e castração

Em Bezeque, encontraram Adoni-Bezeque e pelejaram contra ele; e feriram aos cananeus e aos ferezeus. Adoni-Bezeque, porém, fugiu; mas o perseguiram e, prendendo-o, lhe cortaram os polegares das mãos e dos pés. Então, disse Adoni-Bezeque: Setenta reis, a quem haviam sido cortados os polegares das mãos e dos pés, apanhavam migalhas debaixo da minha mesa; assim como eu fiz, assim Deus me pagou. E o levaram a Jerusalém, e morreu ali Jz 1:5-7

               A palavra Adoni é “senhor” e Bezeque significa ”disseminação”, “massificação” – distorção do crescimento.
Quando um líder em nome do crescimento idolatra o método de crescimento em detrimento dos princípios e da mensagem do Evangelho, corre o risco de engessar pessoas dentro de um sistema ministerial rígido que boicota a singularidade, a diversidade e a convicção vocacional das pessoas gerando um confinamento espiritual em massa.

Aqui pode ser uma robotização da membrezia causada pelo controle e idolatria da liderança, transformando uma visão em viseira.
A submissão não é robotização.

Os “Cães” de Adoni-Bezeque
Cananeus foram descendentes de Cão, filho de Noé, que desonrou o pai. Eles foram conhecidos como aqueles que desonram o princípio de autoridade e desprezam as coisas sagradas. O pecado de Cão contra Noé.
O sucesso do líder depende do rebaixamento dos liderados. O sucesso dos liderados é sempre interpretado como ameaça. A insegurança e o ciúme privam o líder de formar um outro líder que o supere, comprometendo gravemente a nova safra de líderes e o futuro da igreja.

Pessoas assoladas por este espírito de Adoni-Beseque – Jz 1:6,7

1. pessoas rebaixadas na sua realeza e herança.  A Bíblia nos ensina que somos reis e sacerdotes.  Aqueles  setenta homens eram reis. Mas tinham sido castrados e subjugados. Líderes de um potencial imenso que se tornaram passivos e encoleirados. Ou seja, são aqueles que precisam expressar que se sentem diminuídos para o líder maior se sentir ainda maior.
Ninguém roube a tua corôa …”Guarda o que tens, para eu ninguém roube a tua coroa.”

A coroa, acima de tudo significa a legítima autoridade que vem pela dignidade de não abrirmos mão dos sonhos de Deus e das boas obras as quais, ele de antemão, preparou para que andássemos nelas.
Esta entidade deserda as pessoas do propósito ministerial planejado por Deus parasitando a glória que deveria ser dada a Ele.
2.Pessoas rebaixadas na sua identidade.

Com os dedos polegares das mãos e dos pés cortados…

Pessoas que foram induzidas a se anular. Desta forma nunca poderão ameaçar a autoridade do líder ou competir com o “sucesso” dele. Decepadas na sua identidade pelo espírito de egocentrismo e controle reinante. Abriram mão do que elas são  em Deus e se subordinaram realizar uma outra pessoa sem também se sentirem realizadas. São chamados filhos, mas não são tratados como filhos. Viciaram-se na mentalidade de escravos. O abuso de liderança produz orfandade, frustração e esterilidade.

polegares decepados

polegares decepados

A mutilação do polegar.

Imolarás o carneiro, e tomarás do seu sangue, e o porás sobre a ponta da orelha direita de Arão e sobre a ponta da orelha direita de seus filhos, como também sobre o polegar da sua mão direita e sobre o polegar do seu pé direito; o restante do sangue jogarás sobre o altar ao redor. Ex 29:20

No ofício sacerdotal, o polegar tem um significado relevante. Pontos de contato de redenção – sangue de unção – óleo. Mutilar os polegares significa:
Castra a identidade – líder controlador traumatiza, rouba a identidade, os dons, retaliações.
Desequilibra no caminhar – O polegar inferior é o dedo mais forte e estabiliza o caminhar. Perde a capacidade de seguir os outros líderes de Deus.
Inconstância e fraqueza ministerial – perde a capacidade de manejar as armas, arco e  flecha, manusear a Palavra de Deus, agarrar as promessas de Deus.
Decepa o ministério apostólico – a mão significa serviço e ministério.
Significado do polegar: ministério apostólico que toca todos os outros ministérios. O apostolado carrega uma unção visionária e inovadora de iniciativa e criatividade.

  • Pessoas rebaixadas na sua suficiência e autonomia. 

Comiam as migalhas. Jamais estarão à altura do líder, jamais se sentarão à sua mesa. São pessoas tratadas com inferioridade e desigualdade pelos seus lideres. Não são reconhecidos na sua maturidade ou expostos a grandes oportunidades.

       4. Pessoas rebaixadas na sua dignidade.
Tratados como inferiores; intimidados e dependência constante do líder, sendo castrados por ele. Se tornarão lideres castradores e intimidadores.

Quem é o espírito de Adoni- Bezeque?
a. Espírito de liderança tirano e controlador.
b. inseguro cheio de ferida, e usa a sua posição para compensar as suas feridas e frustrações.
c. Exige todos aos seus pés como subservientes e anões.
d. Não investe nas pessoas. Ele limita, castra o potencial delas.
e. Ele se coloca como rei para ser servido, mas não serve.
f. Avarento e ganancioso. Teologia da prosperidade
g. O líder que faz dos seus discípulos súditos e não amigos.’
h. Exige uma submissão doentia e possessiva que desrespeita a individualidade, agride e abate a auto-estima.

Setenta reis mutilados e setenta discípulos enviados.

EXTREMOS NAS CADEIAS DE GOVERNO

1. DITADURA

Não deixa o discípulo ouvir Deus.
Herodes aceitou o povo afirmar que a sua voz era a voz de Deus.
O líder se torna ditador por sua insegurança.
Erich Fromm disse que a multidão também segue e aclama um ditador por sua insegurança e imaturidade. Expressão de desespero.
Não ouve ninguém e ele só fala.

Castra a audição
Ouvíamos Deus, hoje ouvimos o nosso líder. Perda da audição da voz de Deus.
O líder assume a posição do Espírito Santo nas vidas das pessoas. Assim entra o espírito de controle e manipulação.
Castra a audição da igreja…
Emudece o ministério profético.
Decepa a criatividade e novas iniciativas do ministério apostólico.

Cria discípulos dependentes
Quer ouvir Deus através do discipulador.
Cria vício de não ouvir Deus. O líder tem que ensinar e exercitar o princípio de ouvir Deus.

Marca de verdadeiro discípulo
Alguém é discípulo de Jesus quando ouve a sua voz e a segue.

Segredo da Unção dobrada

Disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Betel. Respondeu Eliseu: Tão certo como vive o Senhor e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, desceram a Betel.  II Reis 2:2
Elias estava conduzindo Eliseu a depender de Deus.
Líderes que estimulam seus liderados a depender de Deus e não deles mesmos, formam seguidores com potencial maior que o deles. Eliseu acabou fazendo o dobro de Elias.

Tomando o lugar de Deus
Se o líder não guia os liderados a depender Deus e ouvir Deus, o resultado é a idolatria do líder. A carência do liderado e do líder toma assim um aspecto de feitiçaria e encantamento monstruoso.

  • MANIPULAÇÃO E CONTROLE

Quando o líder anula a capacidade  de decisão do liderado.
A manipulação é usada para controlar pessoas, circunstâncias de maneira direta ou indireta, ativa ou passivamente, usando táticas desonestas e obscuras para conseguir a qualquer preço interesses próprios, independentemente da legítima vontade divina.
Manipulação é feita de traição, sedução, perspicácia e lucro.

Estratégia de manipulação espiritual

  • Misticismo – espiritualidade exagerada para impressionar; imposição dos moveres e das manifestações, mas na realidade estão para impressionar pessoas e angariar adeptos.
  • preconceito e julgamento -  aparência, religiosidade, movimento judaizante…
  • Falsa profecia. – O profeta com o espírito de engano, fala aquilo que o liderado ou irmãos querem ouvir.
  • AUTORITARISMO

Exige submissão sem questionamento
O autoritarismo destrói o espírito de ensino, criando na cadeia de comando uma ligação de almas baseada no medo.
Medo destrói a confiança, o que torna assim, o relacionamento superficial e falso.
Exigir submissão irrestrita e cega produz medo e não respeito ao líder.
Autoritarismo: apresenta rigidez e controle e afasta as pessoas e junta os inseguros.
Fere a liberdade das pessoas. A verdadeira autoridade resguarda a liberdade e elimina a libertinagem.
O autoritário não aceita ser questionado.

Uma pseudo- submissão
A verdadeira submissão não tem nada a ver com vaca de presépio
O líder tem que respeitar as idéias, opiniões, discernimento dos discípulos.
Por trás de uma submissão servil ou calada, pode estar um a rebeldia terrível.

Pastoreamento opressivo
Todo líder autoritário no fundo é inseguro, ferido e carente. Em vez de pastorear a ovelhas, pastoreia a si mesmo. Comporta-se como dono da ovelha.   
Possessividade é um dos pontos de maior prova no dom pastoral. Por causa da motivação corrompida é que muitos líderes reprovados caem em terríveis laços e concupiscências.

Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Vai, fala a Zedequias, rei de Judá, e dize-lhe: Assim diz o Senhor: Eis que eu entrego esta cidade nas mãos do rei da Babilônia, o qual a queimará.  Jr. 34:2

O líder é um facilitador e não mandão. Existe uma linha que diferencia o Conselho da manipulação.
Assim diz o Senhor Deus: Basta, ó príncipes de Israel; afastai a violência e a opressão e praticai juízo e justiça: tirai as vossas desapropriações do meu povo, diz o Senhor Deus . Ez. 45:9
O espírito do conselho vem da dependência de Deus, mas as imposições vêm de um coração inseguro, ferido. O líder inspira, motiva e conquista, mas o manipulador domina, controla, constrange e seduz.

4. EXCLUSIVISMO
 Não permite que o discípulo receba de uma outra fonte

É o líder que se acha dono da verdade e melhor do que os outros. É um líder que se sente superior – tentativa de compensar algum tipo de inferioridade não resolvida.
Posição perigosa: dono do mover de Deus mais forte; doutrinas exatas; os ensinos mais profundos; melhores estratégias, produzindo soberba e desprezo e o faz juiz do Corpo de Cristo.
Exclusivismo destrói o espírito de interdependência e unidade e gera ligação de alma, baseada na soberba. O líder destaca o seu ministério, quando Deus não o destaca em detrimento de outros ministérios. Somos melhores do que os outros.
O exclusivismo combate Deus; peca contra a multiforme sabedoria de Deus, nega a diversidade. Caracterizado por ciúmes e competição, leva à rigidez doutrinária, a heresia.

5. PATERNALSIMO
Super-proteção e possessividade
Paternalismo trata o discípulo adulto como se fora bebê.  Insiste que ele continue numa posição de subserviência em relação a ele. “A mãe na fé” ou “o Pai na fé”, podem chegar a controlar a vida da pessoa e não permitir que cresça mais na fé.
Líderes possessivos não permitem de igual por igual. Dominadores não permitem que os discípulos cresçam espiritualmente; que tenha autonomia maior. Não suporta que alguém não precisa mais da sua tutela.
Eliseu maior do que Elias, Jesus maior do que João e os discípulos de Jesus fariam maiores obras do que o dele.

Acepção de pessoas e super proteção
A acepção de pessoas e super proteção sempre caminham de mãos dadas.
Proteção quebra os princípios de justiça, de honestidade. O paternalismo abre brecha para o pecado de imoralidade.Deus não negocia com a santidade.

Medo de perder a idolatria
Idolatra os discípulos, tem medo de perdê-los; não tem coragem, nem força moral de confrontá-los e corrigi-los. Ao invés de criar ovelhas, criam cobras. Líder sacrifica o avivamento por crescimento. A verdadeira motivação não é a glória de Deus, mas a carência afetiva e carência pessoal.

Carência e Possessividade
Líderes paternalistas são pessoas extremamente carentes de aceitação. Tenta suprir o seu déficit emocional desempenhando um ministério pastoral. Por trás disto está um espírito errado e doentio. Isto aparece como intolerância, ciúmes quando outros ministram os seus discípulos. É insuportável pensar de que outros podem abençoar mais os seus discípulos do que eles próprios.
Todo líder paternalista deseja ser adorado. Ele é facilmente manipulado por elogios, adulações. Rouba a glória de Deus.
Possessividade é um terrível desvio de personalidade causada por rejeição e se constitui uma arma letal para qualquer relacionamento por que asfixia a individualidade.
O paternalismo deformado reproduz discípulos deformados. O relacionamento se desenvolve na base de cobranças de amor e chantagens emocionais. Prioridade não é amar, mas pedir ou exigir amor. Aqueles que tem verdadeira e genuína autoridade, estará formando pessoas segundo o caráter de Jesus e não de uma personalidade da pessoa.
O verdadeiro líder  tem responsabilidade de pelo exemplo e estilo de vida incentivar os seus discípulos a serem buscadores diligentes de Deus.

6. PERFECCIONISMO

O endeusamento de regras particulares
O perfeccionista troca a Lei do amor pela lei do certo.
A plataforma básica é um comportamento de justiça própria e cobranças obsessivas com detalhes insignificantes, onde os relacionamentos são afligidos.
“Não sejas demasiadamente justo, nem exageradamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo”Ec.7:16
Perfeccionistas são intolerantes nos detalhes e exigências, que acabam criando conflitos ou afastamentos.
Regras pessoais baseadas em seus valores são impostos autoritariamente. Impostas de forma absoluta, ferem pessoas e sufocam a liberdade. O Perfeccionista enxerga suas disciplinas pessoais com tanta sublimidade que faz delas um dever generalizado e não mais pessoal.

A Paciência – o baluarte da perfeição divina.
A perfeição de Deus não comunga com a intolerância. Jesus desafia os discípulos para paciência, perdão, longanimidade e muita tolerância.
O perfeccionista foi influenciado por autoridades rígidas e incompassivas, de duras tradições e regras sociais.

O entrave do crescimento – medo de delegar
O perfeccionismo algema seus adeptos com uma incapacidade de delegar. “Ele não faz tão bem quanto eu, quanto do meu jeito.” Tem medo de investir no crescimento das pessoas. Este perfil centralizador de liderança inibe o crescimento do corpo, sobrecarregando e estressando o próprio líder.
Tendência do líder perfeccionista é produzir discípulos passivos.
O líder tem que treinar, capacitar, delegar, orientar, verificar e cobrar. 

Procura dentre o povo homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que aborreçam a avareza; põe-nos sobre eles por chefes de mil, chefes de cem, chefes de cinqüenta e chefes de dez.
 Ex. 18:21

Líderes ditadores geram liderados parasitas.
Líderes dominadores e manipuladores aglutinam liderados inseguros, sem convicção
Líderes duros autoritários geram liderados rebeldes.
Líderes rigorosos aglutinam lideres medrosos.
Líderes exclusivistas aglutinam liderados preconceitos.
Líderes paternalistas aglutinam liderados abusadores.
Líderes perfeccionistas aglutinam liderados críticos.

Nunca nos esqueçamos irmãos que o crescimento vem pela Graça. É de fé em fé de gloria em gloria. Não é feito de sistemas. Vamos adorar a Deus com toda a liberdade que é proporcionada pelo Sangue do nosso Salvador e Senhor Jesus.

About these ads

Single Post Navigation

10 thoughts on “Voce sabe o que é a “síndrome de adoni bezeque”??

  1. atual e verdadadeiro, pois pude viver tudo isso em minha vida, mas Deus que é senhor da minha vida, tem me renovado dia após dia. Deus te abençoe meu irmão.

  2. Carine e Saulo on said:

    Irmão, que o Senhor nos dê seu amor, sua graça e sabedoria para exercermos o ministério à semelhança de Jesus: de forma libertadora, levando pessoas a decidirem obedecer,servir e andar com Jesus, por amor.
    Grande abraço!

  3. joao henrique on said:

    Excelente, muito cuidado para que lideres de células e de visões não fiquem com esta síndrome.

  4. Alessandra on said:

    Maravilhoso esse post, muito esclarecedor antes de liderar é bom aprender sobre liderança…!

  5. VIVEMOS TEMPOS ASSIM…

  6. Obrigado. Eu precisava saber algumas palavras sobre o lider impiedoso.

  7. Juscelino on said:

    Esse espírito de aboni bezeque atua ainda hj em nossos dias, e tem perseguido a mim e minha esposa… Mais o leão da tribo de Judá vai na frente…

  8. Normando Falcão on said:

    Gostei do estudo. Que Deus te abençoe.

  9. henrique on said:

    gostei do comentario muito bom principalmente para nos que somos lideres de igrejas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: